domingo, 26 de outubro de 2008


Quando olho para mim, não me percebo...
Tenho tanto a mania de sentir,
que me extravio às vezes
ao sair das próprias sensações
que eu recebo...
(Bárbara Paz)

domingo, 19 de outubro de 2008

O seu TUDO



Se te perguntassem: Até onde você vai por amor? Generalizando, algumas respostas não iriam condizer com o que você realmente faria.
Tentar definir uma posição diante dessa pergunta é muito complexo, e mais complexo ainda quando ela vem a tona em nossas vidas, onde a resposta deve ser prática.
Você faria TUDO por amor?
Tudo, é uma palavra abrangente, e ao mesmo tempo relativa, pois o TUDO de alguém, pode ser 1% do seu TUDO, eu dar meu máximo, e isso ser pouco para outros.
Cada um tem seu limite, exigir além do que a pessoa é capaz, pode ser um meio de você tornar visível algumas impotências dela. Nossos extremos são muito desiguais.
E no quesito, coração, um grande método de você conseguir estabilizar a relação, é saber o ponto extremo de cada um, e não tentar o igualar a você mesmo. Não buscar nas pessoas a mesma intensidade de sentimentos, e as formas de fazer eles transparecerem. As demosntrações de afeto, amor, carinho, não são iguais. Pequenos gestos, no dia-a-dia, que muitas vezes nem percebemos, podem estar lhe mostrando o que você sonha em receber, mas de forma diferente da qual você demonstraria o que sente a alguém.
O TUDO de alguém é algo muito singular, por isso, vamos deixar de lado os modismos, e aprender a respeitar e aceitar as diferentes formas de demonstrações dos "TUDOS"de cada um, o máximo de alguém...não é algo comum.

sábado, 18 de outubro de 2008

Dialetos Catarinenses

O estado de Santa Catrina se mostra único pela grande variedade de dialetos. A "capital", Florianópolis (que recebeu esse nome em homenagem a Floriano Peixoto, rande ator e peguete da ex-governadora Vera Fischer), tem como dialeto mais utilizado é o ininteligivel Manézeish e, em algumas cidades, temos o Peixerêsh. Também tem Joinville com o queéissoês.
Abaixo alguns exemplos:


Arrombassi! - Arrasou!;
Bacio - vaso sanitário;
Baga/Bago - semente ou olho, dependendo da expressão. Por exemplo: "Ô Bilica, ishpia aquelash baga de uva na balaia!" (sementes de uva) ou "Ô Bilica, fazia tempo que eu não botava ash baga em ti" (não te olhava);
Bobiça - coisa sem importância;
Boi ralado - carne moída;
BRIÓI - O mesmo que BR101;
Cacalhada - porcaria;
Camba àshdireitcha - Vire à direita;
Coça - surra;
Comprar um chão - comprar um terreno;
Dás um banho! - Arrasou!;
Degredar - abandonar, jogar fora: "Maria degredou o cão; Maria abandonou o cão, ato comum entre os catarinenses;
Demonho - xingamento;
Dijahoje - hoje;
Dipé - o mesmo que "a pé" (cheguei a pé);
Dosh real - dois reais;
Embaciado - vidro sujo;
Fuqui - Fusca;
Galega - loira;
Inticar - encher o saco;
Ishtepô - estúpido, pessoa "caco";
Ir pra cidade - ir pro centro;
Ishpiar - olhar;
Jacarézinho de parede - Lagartixa;
Javoindo - Estou de saída;
Kátia - cachaça;
Mofash cá pomba na balaia - Vais morrer esperando;
Ó-lhó-lhó - expressão de espanto significando "veja só!";
Pila - reais; 5 pila = 5 reais
Quésh co digo? - Queres que eu diga?;
Paranho - aquelas teias de aranha que ficam no canto das paredes;
Pau de virá tripa - pessoa magrela e alta;
Pomboca - lamparina;
Prábunito - coisa sem utilidade;
Ranho - catarro;
Reinando - estar bravo;
Taish tolo, tash? - Está doido?;
Taca-lhe o pau - ir bem depressa;
Tanso - pessoa pouco inteligente;
Tô apurado - com vontade de ir ao banheiro;
Todavida reto - siga sempre em frente;
Toma - Aguenta essa;
Visse? - Entendeu?

Ninja - gíria usada para descrever uma pessoa que sabe muito de um ou de varios assuntos

(fonte: Wikipédia...e meu prof gênio-ninja Rivaldo ;)

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

É fácil trocar as palavras,
Difícil é interpretar os silêncios!
É fácil caminhar lado a lado,
Difícil é saber como se encontrar!
É fácil beijar o rosto,
Difícil é chegar ao coração!
É fácil apertar as mãos,
Difícil é reter o calor!
É fácil sentir o amor,
Difícil é conter sua torrente!
Como é por dentro outra pessoa?
Quem é que o saberá sonhar?
A alma de outrem é outro universo
Com que não há comunicação possível,
Com que não há verdadeiro entendimento
Nada sabemos da almaSenão da nossa;
As dos outros são olhares,
São gestos,são palavras,
Com a suposição
De qualquer semelhança no fundo.


Fernando Pessoa

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

O amor é outra coisa

O amor não é algo que faz você sair do chão e te transporta para lugares que você nunca viu. O nome disso é avião.
O amor é outra coisa.


O amor não é uma coisa que você esconde dentro de si e não mostra para ninguém. Isso se chama vibrador tailandês de três velocidades.
O amor é outra coisa.


O amor não é uma coisa que te faz perder a respiração e a fala. O nome disso é bronquite asmática.
O amor é outra coisa.


O amor não é uma coisa que chega de repente e te transforma em refém. Isso se chama seqüestrador.
O amor é outra coisa.


O amor não é uma coisa que voa alto no céu e deixa sua marca por onde passa. Isso se chama sujeira de pombo...
O amor é outra coisa.

O amor não é uma coisa que você pode prender ou botar pra fora de casa quando bem entender. Isso se chama cachorro.
O amor é outra coisa.


O amor não é uma coisa que lançou uma luz sobre você, te levou pra ver estrelas e te trouxe de volta com algo dele dentro de você. Isso se chama alienígena.
O amor é outra coisa...


O amor não é uma coisa que desapareceu e que, se encontrado, poderia mudar o que está diante de você. Isso se chama controle remoto da TV.
O amor é outra coisa...

(autor desconhecido)

Traição


As relações humanas caminham para uma total superficialidade, e em meio a essa situação, o trair, torna-se algo extremamente comum.
Os sentimentos profundos constantemente se contrastam com os prazeres momentâneos, levando as pessoas á um descontrole em seus impulsos, na busca de um desejo ou satisfação singular.
A traição ocasiona sofrimentos, muito além do momento em que é descoberta, e influencia diretamente nas relações futuras, deixando marcas ao longo da existência, que fazem com que vejamos as pessoas com outros olhos, relacionando-as com as experiências anteriores, na insegurança de sermos surpreendidos negativamente outra vez.
O comportamento humano é afetado pelo meio em que o cerca; as opiniões que o rodeiam. São fatores culturais e individuais que influenciam em sua subjetividade, no modo de agir ou de pensar.
Se é cômodo e normal situações, como a traição, para muitos, não significa que se torna necessária esta conduta para outros. Assim como as traições em relacionamentos amorosos e amizades, pode-se trair a si próprio, quando se deixa de lado a própria identidade para agir levando em consideração o comum.
Estes são alguns fatores que levam alguém a trair, mas ainda sim, interrogo-me, sobre o que levará alguém a trair não só a outras pessoas, mas a si próprio. O que levará as pessoas a fazerem com o outro, o que supostamente não gostariam que lhes façam?!


segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Futuro


...mas a verdade é que de futuro nunca se soube nada...
Carpe Diem pra todo mundo!

Grandes Avanços


Leiam com atenção...
Este vai ser o nosso futuro Cruzamento de dados em 2019:


- Telefonista: Pizza Hut, boa noite!
- Cliente: Boa noite, quero encomendar Pizzas...
- Telefonista: Pode-me dar o seu NIN?
- Cliente: Sim, o meu Número de Identificação Nacional é o 6102 1993 8456 5463 2107.
- Telefonista: Obrigada, Sr. Lacerda. O seu endereço é na Avenida Paes de Barros, 19, Apartamento 11, e o número do seu telefone é o 21549 4236, certo? O telefone do seu escritório na Liberty Seguros, é o 21 574 52 30 e o seu telemóvel é o 96 266 25 66, correcto?
- Cliente: Como é que conseguiu todas essas informações?
- Telefonista: Porque estamos ligados em rede ao Grande Sistema Central.
- Cliente: Ah, sim, é verdade! Quero encomendar duas Pizzas: uma Quatro Queijos e outra Calabresa...
- Telefonista: Talvez não seja boa ideia...
- Cliente: O quê...?
- Telefonista: Consta na sua ficha médica que o senhor sofre de hipertensão e tem a taxa de colesterol muito alta. Além disso, o seu seguro de vida proíbe categoricamente escolhas perigosas para a saúde.
- Cliente: Claro! Tem razão! O que é que sugere?
- Telefonista: Por que é que não experimenta a nossa Pizza Superlight, com Tofu e Rabanetes? O senhor vai adorar!
- Cliente: Como é que sabe que vou adorar?
- Telefonista: O senhor consultou a página 'Receitas Gulosas com Soja' da Biblioteca Municipal, no dia 15 de Janeiro, às 14:27 e permaneceu ligado à rede durante 39 minutos. Daí a minha sugestão...
- Cliente: Ok, está bem! Mande-me então duas Pizzas tamanho familiar!
- Telefonista: É a escolha certa para o senhor, a sua esposa e os vossos quatro filhos, pode ter a certeza.
- Cliente: Quanto é?
- Telefonista: São 49,99.
- Cliente: Quer o número do meu Cartão de Crédito?
- Telefonista: Lamento, mas o senhor vai ter que pagar em dinheiro. O limite do seu Cartão de Crédito foi ultrapassado.
- Cliente: Tudo bem. Posso ir ao Multibanco levantar dinheiro antes que chegue a Pizza.
- Telefonista: Duvido que consiga. A sua Conta de Depósito à Ordem está com o saldo negativo.
- Cliente: Meta-se na sua vida! Mande-me as Pizzas que eu arranjo o dinheiro. Quando é que entregam?
- Telefonista: Estamos um pouco atrasados. Serão entregues em 45 minutos. Se estiver com muita pressa pode vir buscá-las, se bem que transportar duas Pizzas na moto, não é lá muito aconselhável. Além de ser perigoso...
- Cliente: Mas que história é essa? Como é que sabe que eu vou de moto?
- Telefonista: Peço desculpa, mas reparei aqui que não pagou as últimas prestações do carro e ele foi penhorado. Mas a sua moto está paga e então, pensei que fosse utilizá-la.
- Cliente:Foooddddddd.......!!!!!!!!!
- Telefonista: Gostaria de pedir-lhe para não ser mal educado... Não se esqueça de que já foi condenado em Julho de 2006 por desacato em público a um Agente da Autoridade
- Cliente: (Silêncio).
- Telefonista: Mais alguma coisa?
- Cliente: Não. É só isso... Não. Espere... Não se esqueça dos 2 litros de Coca-Cola que constam na promoção.
- Telefonista: O regulamento da nossa promoção, conforme citado no artigo 095423/12, proíbe a venda de bebidas com açúcar a pessoas diabéticas...
- Cliente: Aaaaaaaahhhhhhhh!!!!!!!!!!! Vou atirar-me pela janela!!!!!
- Telefonista: E torcer um pé? O senhor mora no rés-do-chão...!

Depois não digam que eu não avisei!

domingo, 12 de outubro de 2008

Diferenças

Quanto ao preconceito, as vezes me sinto com Edward mãos de tesoura, preso em seu castelo, fazendo obras de arte pois não há outro jeito com o qual possa tocar as pessoas. Lembra-se desse filme?
Mas quem sabe um dia todos nós aprenderemos a respeitar as diferenças,
e a cada vez que conhecermos alguém, seja
ela ou ele, branco, preto, amarelo, vermelho, gordo, magro, feio, bonito, judeu, muçulmano, homossexual, alto, careca, gago, adotado, anão, com aids, sem aids, rico, pobre, cabeludo,
fanho, cego, corcunda, excepcional, vesgo, inteligente, olhos puxados,
olhos azuis, palestino, árabe, comunista, capitalista, superdotado, hemofílico, bicho-grilo,
miserável, graduado, travesti, místico, sem-terra, mexicano, americano,
hippie, empregado, patrão, prostituta, enfermeira, médico, padre,
novo, velho, ateu, tatuado, com tuberculose, com hanseníase, com mão de tesoura,
sem braço, surdo, paraplégico, mudo, ignorante...
nos lembraremos de que, antes de tudo, é um ser único, e imperfeito como todos somos,
mas que tem sua verdade interna, produto de uma experiência única,
e que é com esses incomuns que encontramos em nossa trajetória, que construimos
nossa subjetividade, com a partilha, com a troca, com o contato,
entre idéias e histórias distintas que nos tornamos pessoas melhores.

"Loucuras"

LOUCO???
Louco é quem vive em seu mundo.
Nós nos achamos normais, porque todos fazem a mesma coisa.
A normalidade é apenas uma questão de bom senso; ou seja, se muita gente pensa que uma coisa está certa, esta coisa passa a estar certa.
Muitas vezes não importa quem tem razão, mas quem está certo!
A sociedade é assim, impõe uma forma de agir e pensar, e as pessoas não param para se perguntar por que precisam se comportar assim: apenas aceitam!
Não seja plural...seja singular...
Seja você!
Pois o verdadeiro "eu" de cada um é aquilo que você é, e não
o que fazem de você!

Deixe-me viver


Quando mais sei, mais sinto que preciso aprender. Por que nossos planos, sonhos nos levam a uma satisfação momentânea, dando a certeza de que tudo vai dar certo? Essa força chamada otimismo, que se transforme em algo sombrio, quando a realidade nos surpreende e mostra que não basta querer, nos aprisiona em nossos medos obscuros, trazendo a tona toda fraqueza que existe dentro de nós. Alguém me mostrará o caminho?

Quanto mais penso, maior a desordem mental. Quando parece que está tudo certo, um tombo faz expirar aquele lado cor-de-rosa da vida. Tornando os dias cinzas, os olhos tristes, a felicidade em solidão.

Era para ser um post sobre o filme fantástico que eu assisti hoje "Deixe-me viver", mas acabei escrevendo sobre o que ele me expôs, o que eu senti depois de ter o visto. É a história de uma garota que passa por uma das fases mais bonitas da sua vida tendo que enfrentar desafios ao qual seu "eu" ainda não se desenvolveu o suficiente para saber o que fazer. Sabe quando você se sente totalmente pressionado, tendo que fazer tudo o que querem que você faça, respirando o ar de outrem, onde a sua essência não é prioridade, simples marionetes esperando um próximo comando para poder se mover.... Sentimentos querem aflorar, mais é o ódio que reina. Quando finalmente brota o amor, somos apunhalados pelos fantasmas do destino, fantasmas estes que te fazem enxergar o quão maléficos podem ser os seres que muitas vezes já te estenderam as mãos.
Fica aí uma das frases que marcam este filme:

"O amor te humilha. O ódio te embala"


sábado, 11 de outubro de 2008

Pássaros...


video

Nunca fui muito fã da Claudinha Leitte, mas dessa vez tenho que admitir que ela "EXTRAVASOU"!

Pássaro é uma das canções mais lindas que eu já ouvi, tem uma essência...uma personalidade...uma aura incrível...

me faz viajar...dar um mergulho pra dentro de mim... e esquecer os limites...as regras...os rótulos...libertando dessa "escravidão mental" como dizia Bob...

...amanheceu...é hora de voar...

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

O dia de hoje


Hoje é o 282º dia do ano e faltam 83 para acabar 2008. Faz hoje 41 anos que capturaram e assassinaram o revolucionário Ernesto Che Guevara, na Bolívia, depois de vencer a Revolução Cubana comandada por Fidel Castro, fazer parte do governo, mas que abriu mão para se tornar um revolucionário comunista internacional. Por essas coisas que não se explica Che morreu por ter sido denunciado por bolivianos e hoje é, no mesmo local de sua morte, considerado um santo. Sua imagem mais famosa, uma pintura feita a partir de uma fotografia, é a imagem mais vista no mundo depois de Jesus Cristo. Che Guevara é um rebuliço político-ideológico. Dono de uma candura plenamente reconhecida, era ao mesmo tempo um comandante duro e implacável. Trinta anos após sua morte sua ossada foi encontrada numa vala comum, em 1997, e transladada para Cuba onde foi sepultado com honras de Chefe de Estado. Entre muitas outras, deixou ao mundo esse mensagem: "Deixe dizer-lhe, com o risco de parecer ridículo, que o revolucionário verdadeiro está guiado por grandes sentimentos de amor. É impossível pensar num revolucionário autêntico sem esta qualidade. Quiçá seja um dos grandes dramas do dirigente(...) Nessas condições, há que se ter uma grande dose de humanidade, uma grande dose de sentido da justiça e de verdade para não caírmos em extremos dogmáticos, em escolasticismos frios, no isolamento das massas. Todos os dias temos que lutar para que esse amor à humanidade vivente se transforme em fatos concretos, em atos que sirvam de exemplo, de mobilização”.


(Texto de JOSÉ CAPARICA

Mein Kampf


terça-feira, 7 de outubro de 2008

...foi como chuva de verão...


Tento passar a minha dor pro violão,

deixar elevá-la...

Como uma música velha que já tocou

Quando leio aquelas cartas antigas de paixões proibidas e puro ardor

Lembro do seu jeito, seu rosto, sorriso...palavras de amor

Vem dizer, que eu sou sua menina, que quer minha alegria,

Vem dizer, que foi você que o destino preparou com carinho

E quando eu te encontrar nos teus braços eu quero estar


Como uma música nova...como uma música nova que ficará...
Vem dizer, que eu sou sua menina...que quer minha alegria

Vem dizer que foi você que o destino preparou com carinho...
(Música Nova-UNIQUE)


Queria esquecer tudo...queria por um momento sumir...
Queria não pensar...não sentir...não querer...não amar...não chorar...
só me resta a pergunta...
Por que?

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Titia sim e daí?


Não sei o que as pessoas vêem de mal, na expressão "vai ficar pra titia".
Eu não vejo nada de mal nisso.
Acompanhem meu raciocínio, tem sentimento mais bonito do que o amor fraterno, aquele que não existe maldade, ou você gosta, ou não gosta e ponto final. Ainda mais vindo de crianças, essas criaturinhas que parecem que tem uma varinha mágica, conseguem mudar o humor das pessoas com uma simples carinha ou peraltice.
Elas tem todos os valores que mais buscamos nos adultos.
São puras, não tem malícia, agem por total instinto.
Sinceras, não fingem que gostam para agradar ninguém, suas demonstrações de afeto ou de repulsa estão expostas o tempo todo, fazendo birra, chorinhos...
Poderosas, nem precisam de muito para chamar atenção de todos a sua volta.
Humildes, dividem aquele sorvetão que ganharam com tanto esforço, até com um cachorro.
E tantas outras virtudes, que vamos perdendo conforme o número de velinhas vai aumentando...até que cessam quando estamos maduros o suficientes para recuperá-las.
Então, diante de fatos tão concretos, podemos concluir uma criança ao seu lado pode trazer
muito mais felicidade do que um homem. Não é um discurso feminista, é a pura verdade, ou será que algumas pessoas ainda acreditam nas carinhas de santo de certas "criancinhas barbados" hem!
Por isso eu digo, quer sentença melhor pra uma solteirona do que virar titia?

domingo, 5 de outubro de 2008

...


"E hoje em dia, como é que se diz eu te amo?"
.: Trecho de Vamos Fazer um Filme. [Renato Russo]

...absorta

Calo, minhas dúvidas e incertezas
Tento, evitar discórdias, com a má compreensão de minhas palavras
Falo, dos sonhos, do desejo, de como é grande o meu amor
Fico, confusa
Imagino, coisas sem sentido
Sinto, falta de algo que nunca possuí
Passo, meus dias iludida
Penso, estar obcecada por palavras que não me dizem nada
Procuro, desvendar os enigmas ocultos
Ando, vagando com a mente e o coração longe de mim

Perco, a hora, a cabeça, a razão
Vivo, com a sensação de insignificância
Faço, da solidão minha companhia
Ouço, minha alma gritando em silêncio
Canto, para aliviar a agonia...os receios...as angústias
Espero, o tempo que talvez não chegue...mas espero
Posso, não ser a melhor...nem gostaria...mas
Tenho, dentro de mim um motivo pra deixar todos os medos de lado
Pergunto, será que eu sou pra ele, o que ele é pra mim?
Esqueço, tudo...e só me fica a certeza de que o
Amo, mais do que podia imaginar...

Qual o significado?

Viver. Será que nós sabemos o verdadeiro significado desta palavra. Se realmente sabemos, por que somos tão ignorantes de não faze-lo na prática. Passamos a vida vegetando, sem saber ao certo quais as conseqüências de nossos atos no futuro. Fazemos o bem pensando na recompensa que este ato irá nos trazer, não o praticando apenas com o instuito de fazer o outro feliz.
Mundo cruel este, que cada vez mais aprisiona as pessoas. Ao mesmo tempo em que está progredindo em termos tecnológicos, também regride quando pomos em questão a inteligência emocional do ser humano, os sentimentos, o amor, não só ao próximo, mas a si próprio.
Muitas vezes nos fechamos, nos escondemos de nós mesmos. Temos medo de amar, por receio de sofrer no fim, não nos entregamos completamente.
Futuro. Outra palavra incerta. Vivemos o hoje em função do amanhã, mas será que amanhã ainda estaremos aqui? Por isso não deixo meus desejos pra depois...pois o cheque-mate pode vir a qualquer momento...e não haverão estratégias nem tempo suficientes para fazer tudo aquilo que não fiz...

...razões


Talvez você tenha razão...
Talvez eu tenha razão...
Talvez ninguém tenha razão...
Talvez não exista razão alguma...
( Valéria Piassa Polizzi)


Quem sou eu?

Sou alguém incansável. Que vive a vida, da maneira certa
Certa de acordo com meus princípios. E modo de enxergar o mundo. Talvez errada para as mentes distintas da minha. Mas, que diferença faz, se estou de acordo ou não com o pensamento dos que nada se parecem comigo...
Meus amigos não me condenam, minha família...ah minha família...mal me conhecem, não porque tenho máscaras ou duas caras... mas apenas porque não entenderiam meus desejos, minhas revoltas, minhas tolices... somos tão distantes levando em consideração o meu verdadeiro eu, mas tão próximos ao mesmo tempo, se pensar pelo lado dos laços familiares...somos unidos, somos uma família...diríamos não muito tradicional...diálogo aberto...aos assuntos mais relevantes e comuns aos pais e filhos hoje em dia, com formas de agir diferentes daquela mesmice que vemos em taaantas famílias por aí, por aqui, por acolá...
As vezes não exponho minha opinião por medo, sei lá... mas não sei dizer do que... talvez de estar certa... ou errada...mais afinal é com o erro que se aprende...mas eu não gosto de errar... caminho sempre buscando o trajeto certo...
Não gosto de questionar, todos tem suas opiniões, talvez o azul do mar só apareça pra mim, talvez para alguém... o mar seja verde... quem sou eu pra interferir nas idéias e pensamentos alheios, sou apenas mais uma mortal em cima dessa bola redondo, se é que a Terra é redonda,e se é que somos mortais, tentando sempre achar razão pra tudo... e cada vez mais criando dúvidas em torno disso...
Esses dias eu estava pensando, acho que vou virar é hippie, fazer uns dred looukos no meu cabelo e sair vida afora com um reggaezinho como trilha sonora...eles parecem viver sem preocupações, dane-se o dinheiro, dane-se o conforto, pois conforto maior é viver longe de tudo o que o homem mais almeja, só assim passamos a dar importância ao que realmente vale nessa vida, que são os valores, não valores materiais e sim o os valores humanos, que hoje em dia, falando numa linguagem capitalista, não valem nem R$1,99, de tão desprezíveis que as pessoas estão ficando, poder é o que importa, bons costumes, como se portar diante de um jantar, vossa excelência, vossa santidade... que tudo isso vá paro espaço...quero é viver minha vida do jeito que der...respeito, igualdade, amigos verdadeiros, gratidão,lealdade, amor, amor e mais amor... é isso que eu quero pra mim... o resto, é o resto...




...respostas...

Quanto mais longe vou buscar as respostas...maior minha convicção de que o único lugar onde elas estão...é dentro de mim.
Então prefiro fechar os olhos, e enxergar com a alma...
pois é ela que vai me levar pra onde eu quero... e me fazer ver muito além do possível...

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

querer...

Eu quero sentir a noite
Quero ver além da escuridão
A vida não tem sentido
Se não enxergarmos com os olhos do coração
Quero ver a chuva caindo
Não quero saber qual a razão...
Nesse mundo rodeado de mistérios
A certeza...pode ser mera ilusão
Quero falar, calar e ouvir
Ser capaz de mostrar o verdadeiro eu
não o que fazem de mim
Mesmo que isto me custe muito,
Tudo tem seu preço...a vida é assim
Quero que as lágrimas caiam
Na felicidade...ou na dor
Que inundem um sorriso
Mas que não apaguem o amor
Quero ultrapassar os limites
Esquecer o normal, me reinventar
Quem vive em seu próprio mundo, pode ser louco
Mas sabe o que quer, e nada irá lhe abalar
Quero ouvir apenas o vento
Soprando alto em meus ouvidos
Esquecer do espaço, do tempo...
Libertar minha mente, dos eternos ruídos.

pra começar...

...faço minhas as palavras do rei Bob...que com sua essência
nos deixou sábias palavras...
que devem ser sempre lembradas...

Bob continua vivo dentro de cada
um de nós,
seus eternos seguidores no caminho do
amor...